Catabolismo: Saiba o que é e como evitar

Catabolismo: Saiba o que é e como evitar

Você já ouviu falar em catabolismo? Pois bem! Para aqueles que treinam musculação, seja nas academias ou com treinos funcionais, conquistar um excelente nível de massa muscular é uma tarefa realmente desafiadora.
Isso porque não basta treino, mas sim uma dieta feita com disciplina. E muitos mais do que isso, uma noite bem dormida, hidratação adequada, e um estilo de vida totalmente saudável ajudam os atletas nesse objetivo.
Entretanto, existe uma coisa que assusta tanto os atletas veteranos, assim como os ‘calouros’ da academia. Esse fantasma que sonda os praticantes de musculação chama-se catabolismo.
E o que é esse tal de catabolismo?
É bastante simples: enquanto a hipertrofia, que ocorre devido ao processo de anabolismo, consiste no ganho de massa muscular, o tal do catabolismo é o processo responsável pela redução de massa magra. E sim, o catabolismo pode acontecer até mesmo com quem já tem a musculatura definida e trabalhada. Ou seja, nem os ‘bombados’ estão livres dele.
Por que o catabolismo ocorre?
O catabolismo ocorre quando o organismo utiliza as próprias proteínas musculares como energia para repor a energia de tecidos que estão desgastados por conta de exercícios pesados.
Por esse motivo que os professores de academia passam, por exemplo, 3 séries de 15 repetições e nada mais. Se o aluno exceder as séries, poderá haver um processo de catabolismo muscular, e por consequência, o aluno perderá músculo ao invés de ganhar.
Tudo deve ser feito na medida.
Fatores que facilitam o catabolismo
Alguns dos principais fatores responsáveis pelo catabolismo muscular
Alimentação pobre em nutrientes ou inadequada
Principalmente antes e depois do treino. Segundo alguns especialistas, o correto é que o atleta faça pelo menos 6 refeições saudáveis diárias, a cada três horas, durante o dia.
Treino excessivo sem descanso
O excesso de treino é um dos principais motivos do catabolismo. Como mencionamos acima, a partir de uma determinada série, por conta do desgaste muscular, o organismo utilizará células do próprio musculo para repor as energias gastas. E o resultado é a perda muscular.
Pouco descanso
Dormir de forma insuficiente é um dos principais fatores responsáveis pelo processo de catabolismo. Isso porque é durante o sono que nosso organismo está reconstruindo as fibras musculares desgastadas por conta dos exercícios.
Ingestão de bebidas alcoólicas
O álcool é o principal destruidor de massa muscular do nosso organismo. Por isso, se quiser evitar o catabolismo, é importante mudar os hábitos e abandonar de vez as bebidas alcoólicas.

Outras dicas para evitar o catabolismo
Tempo de treino
Para que o catabolismo seja evitado, é importante que o aluno siga o tempo de treino determinado pelo profissional da academia, e não ultrapasse esse tempo. Em média, recomenda-se apenas 60 minutos de treinos diários.
Não treinar o mesmo músculo dois dias seguidos
Se você treinou bíceps em um dia, é importante que você intercale os treinos, não treinando o bíceps no dia seguinte. Basicamente: dia sim, dia não. O músculo precisa de 48 horas de descanso até que seja trabalhado novamente.
Alimentação proteica
Principalmente após o treino, o consumo de proteínas saudáveis será essencial para evitar o catabolismo muscular. Muitos recomendam o uso de Whey Protein. Na dúvida, fale com um nutricionista.
Carboidratos
Não cometa o erro de ir treinar sem o consumo adequado de carboidratos naturais. Carboidratos naturais e saudáveis são excelentes fontes de energia para o treino de musculação. Por isso, a falta destes carboidratos também poderá resultar na perda muscular.
Alimentos verde-escuros
Não esqueça de incluir em sua dieta os alimentos verde-escuros. Eles contêm diversas substâncias que promovem o ganho muscular.
Faça uma boa hidratação
Não há dúvidas! Se você quer evitar o catabolismo, a hidratação com água será essencial para isso. Isso porque grande parte de nossos músculos é feito de água.
Além disso, a água ajuda a hidratar as células do corpo, facilitando a reconstrução das fibras musculares desgastadas durante o treino.
Por isso, beba muita água. O recomendado é que se consuma pelo menos de 2 a 3 litros de água.
Tenha uma boa noite de sono
Acredita, para não catabolizar, você precisa descansar muito bem o seu corpo. Isto é, ter uma boa noite de sono não apenas evitará o catabolismo, como também ajudará a promover sua hipertrofia de maneira eficiente.
Para se ter uma ideia, é preciso que você tenha um sono de pelo menos 8 horas diárias para ter bons resultados na academia.
Enquanto você dorme, seus músculos estão crescendo. Então, não economize sono após a academia.
Faça os exercícios de maneira adequada
Se você fizer os exercícios de maneira errada, além de não ter resultado muscular, ainda pode corre o risco de catabolizar os músculos. Na dúvida, não hesite em pedir orientação ao profissional da academia.
E, com estas dicas, você poderá evitar o catabolismo e obter grandes resultados na academia! Então, sucesso em seus objetivos musculares!

Deixe uma resposta

Fechar Menu